O Guia Definitivo Sobre SSD: O Que É, Para Que Serve e Tudo Sobre o Solid State Drive

o que é ssd

Esse é um guia completo sobre SSDs.

Nele, você vai aprender:

  • O que é SSD
  • Para que ele serve
  • Qual a diferença entre HD e SSD
  • As vantagens e desvantagens do SSD
  • E muito mais

Então, se você quer aprender tudo sobre o mundo dos SSDs, você vai amar esse guia.

Vamos lá.

O que é SSD?

O SSD (Solid State Drive, ou Unidade de Estado Sólido) é uma nova tecnologia de armazenamento que é bastante utilizada em computadores, notebooks e até mesmo em smartphones.

Ele é considerado uma evolução do HD convencional devido aos seus componentes, rapidez e por outros motivos que falaremos mais abaixo.

Por ser uma solução mais eficiente do que o HD, os SSDs vêm se popularizando cada vez mais durante os anos.

Para que servem os SSDs?

Os SSDs são utilizados para guardar documentos, programas, músicas e outros arquivos que você utiliza no seu computador/notebook.

Lendo isso você pode até imaginar:

Mas esse é o mesmo objetivo do HD, não é?

A resposta simples é: sim.

Porém, essas duas soluções de armazenamento são construídas com tecnologias bem diferentes.

O que nos traz ao próximo ponto…

Qual é a diferença entre HD e SSD?

Como você pode ver na imagem abaixo, os HDs são construídos com partes móveis que precisam de impulsos magnéticos para funcionar:

hd em funcionamento

Já os SSDs são construídos com partes sólidas (daí o nome Unidade de Estado Sólido) e seu funcionamento é baseado em chips e correntes elétricas.

ssd

Essa é a principal diferença entre os dois componentes.

Porém, o assunto não para por aí.

Por ter uma tecnologia mais eficiente na sua composição, o SSD é um aparelho bastante superior ao HD.

Para ilustrar o porquê disso, vamos ver suas vantagens em relação ao disco rígido.

Quais são as vantagens de um SSD em comparação com o HD?

Como falamos no tópico anterior, ao invés de trabalhar com movimentações de peças mecânicas (que é caso do HD), os SSDs armazenam e leem informação através de peças sólidas e sinais elétricos.

Isso é importante porque traz diversos vantagens para esse tipo de armazenamento.

Aqui estão as principais delas:

1. Os SSDs são mais rápidos do que os discos rígidos (HD)

SSDs podem ser até 100 vezes mais rápidos do que o HD.

Como mostramos acima, o HD tem uma “cabeça” que se move na superfície do disco para ler e escrever os dados que você precisa utilizar.

descrição de hd

Isso significa que ele só consegue trabalhar com os dados que estão fisicamente posicionados na sua cabeça por vez.

Para acessar dados diferentes na sua máquina, ele precisaria se movimentar para diferentes áreas do disco — o que pode se tornar um processo muito lento, ainda mais para quem gosta de abrir diversas coisas ao mesmo tempo.

Por outro lado, as SSDs não possuem nenhuma parte móvel e trabalham com as chamadas memórias flash.

Os dados de um SSD são gravados nessas memórias flash e o seu controlador sabe exatamente onde os seus arquivos/programas estão o tempo todo.

descrição de partes da SSD

Por isso, as SSDs não precisam fazer o trabalho de “se movimentar” para encontrá-los.

Quando você clica em um comando para acessar seus arquivos, você obtém uma resposta quase que imediata.

Por isso, as SSDs podem ser até 100 vezes mais rápidas que os HDs.

2. SSDs são mais resistentes e duradouros

Você já escutou o conselho de que não deve levar seu notebook ligado na mochila? Ou que deve ter cuidado ao manusear sua CPU?

O motivo disso é que caso o braço ou cabeça do seu HD sofram movimentos bruscos, isso pode causar danos irreversíveis aos seus dados.

Os SSDs não sofrem com essas possíveis falhas mecânicas, já que não possuem partes que ficam se movimentando dentro deles.

Além disso, eles são completamente resistentes a campos magnéticos e aguentam melhor às quedas acidentais.

Os mais desastrados agradecem por isso!

3. SSDs esquentam menos e são mais silenciosos

Mais uma vez voltando ao ponto de partes móveis, por SSDs não as possuírem na sua composição, eles são dispositivos muito mais silenciosos que os HDs.

É comum HDs começarem a fazer bastante barulho devido a rotação do seu disco e movimentação das partes mecânicas.

Inclusive, essas partes móveis do HD geram mais calor dentro da sua máquina devido a sua movimentação e fricção interna.

Em média, eles geram uma temperatura de 34 a 44 graus no seu dispositivo, enquanto os SSDs geram apenas 26 a 30 graus.

temperatura ssd vs hd

4. SSDs têm um peso menor do que os HDs

Você se transporta muito com seu notebook e o leva para faculdade, trabalho, viagens?

Ter um SSD ao invés de HD pode ser uma ótima opção.

Isso porque eles são significativamente mais leves do que os HD convencionais.

Em média, enquanto os discos rígidos possuem 100-120 gramas, os SSDs possuem somente 40-50 gramas.

Quais são os tipos de SSDs que existem?

tipos de ssd

Quando estiver comprando uma SSD, você vai ver que existem alguns tipos diferentes como m.2, SATA, NVMe…

Mas o que tudo isso significa?

Bom, esse assunto pode ficar bem complicado, mas aqui está um resumo do que você precisa saber sobre os principais tipos de SSD.

Primeiro, você precisa de conectores específicos para instalar um SSD no seu dispositivo.

E os dois principais conectores que temos no mercado atualmente são:

1. M.2

Os conectores de SSDs m.2 se conectam diretamente à placa mãe do seu dispositivo e eles permitem que você tenha SSDs menores, apesar de elas variarem bastante de tamanho.

ssd m2 conector

No geral, as SSDs que se conectam em m.2 são menores do que as SATA e elas são ideais para inserir em notebooks compactos como os ultrafinos.

Veja na foto com elas se parecem:

ssd m2

2. SATA

A conexão SATA já é diferente.

Sua entrada também está na placa-mãe, porém, a conexão entre uma SSD e ela em desktops são geralmente feita por cabos.

ssd sata

Essa conexão indireta através de um cabo pode acarretar numa latência maior no seu dispositivo e velocidades menores.

No geral, os SSDs que se conectam através de uma conexão SATA são maiores e é assim que eles se parecem:

ssd sata

Além dessas diferenças físicas, o que difere o tipo das SSDs são seus protocolos.

Esses protocolos são o NVMe e AHCI e eles influenciam bastante na velocidade da sua unidade de armazenamento.

Para não entrar em muito detalhes técnicos, o protocolo AHCI é o mais antigo e é utilizado tanto em HDs quanto SSDs, porém, ele não conseguem aproveitar todas as vantagens que o SSD traz para sua máquina.

Já o protocolo NVMe é dedicado especificamente para as SSDs, por isso eles aproveitam seus componentes ao máximo e trazem uma velocidade muito superior se comparadas com SSDs que possuem o protocolo AHCI.

Esse vídeo abaixo explica muito bem esses protocolos e conexões:

E em relação a capacidade dos SSDs?

Se você está se perguntando se um SSD vai ter uma capacidade de armazenamento ideal para as suas necessidades, fique tranquilo.

Hoje em dia existem SSDs com capacidades imensas.

Inclusive, recentemente a Nimbus Data criou a maior SSD do mundo, com incríveis 100TB de armazenamento.

maior ssd do mundo

Claro que um usuário médio não vai usar nem 1/10 disso, mas é importante notar que você vai encontrar a SSD com a capacidade ideal para sua necessidade.

Hoje em dia as mais comuns do mercado partem desde 128GB até 2TB.

Porém, algo importante de notar é a diferença do preço por GB em relação ao HD.

O que nos traz ao nosso próximo ponto…

Quais são as diferenças de preço entre SSD e HD?

Apesar do preço das SSDs caírem cada vez mais com o tempo, elas ainda são mais caras que os HDs.

O preço por gigabyte delas é significativamente maior do que dos disco rígidos tradicionais.

Em média, pelo mesmo valor de um HD de 1TB, você vai conseguir encontrar SSDs de no máximo 240GB.

Isso deixa o HD como a principal opção para quem tem como objetivo armazenar a maior quantidade de dados possível.

Porém, para quem preza por desempenho, SSDs são sem dúvidas a melhor opção.

Hoje em dia é comum você ver notebooks e computadores com soluções híbridas, que utilizam SSDs para os principais programas e SO, e o HD para guardar arquivos.

Esse é um ótimo combo para ter uma boa velocidade e capacidade de armazenamento em uma máquina.

Para quem SSDs são recomendadas?

Hoje em dias as SSDs já são bastante aceitas no mercado mainstream, ainda mais porque sua tecnologia evolui cada vez mais com o passar do tempo e com isso elas começam a ficar cada vez mais acessíveis.

Nós as recomendamos para qualquer pessoa que busca ter um computador mais rápido, porém, elas trazem bastante benefício nas seguintes áreas:

  • Gamers: as SSDs são importantes para gamers pois elas carregam com uma velocidade muito maior do que o HD componentes específicos de jogos como mapas, texturas, personagens, entre outros.
  • Empresas: para empresas que trabalham com uma alta quantidade de transferência de dados (como empresas de analytics ou software), SSDs fazem bastante sentido já que possuem rápidas velocidades de transferência e acesso.
  • Mobilidade: para quem se transporta muito com seu dispositivo, as SSDs são ideais. Isso porque elas podem te proporcionar um dispositivo menor (como os notebooks ultrafinos), são mais resistente a choques como falamos mais acima e além disso elas economizam mais bateria.
  • Produtividade: para quem se importa bastante com o tempo e quer carregar editores de texto, planilhas e os programas que usam no dia a dia de trabalho com uma velocidade excelente, as SSDs são essenciais.

Resumindo, se você precisa (ou quer) ter um dispositivo mais rápido, SSDs são recomendadas para você.

Conclusão

Espero que tenha achado útil esse guia completo sobre SSDs.

Agora eu quero ouvir de você:

Você pretende comprar uma SSD para o seu dispositivo?

Já fez o upgrade de HD para SSD e tem uma experiência para compartilhar?

Leu o artigo mas ainda sim tem uma dúvida específica sobre sua situação?

Seja o que for, deixe um comentário abaixo que ficaremos felizes em responder e conversar com você 🙂

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no skype

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *